Fugindo da muvuca

É incrível a velocidade com que o ano passa, e quando chega o finalzinho geralmente estou saturada. Ao contrário da maioria das pessoas, odeio as muvucas de final de ano hehe (pareço uma velha falando), esse lance de estar na praia com todo aquele monte de gente se empurrando e brigando por um espaço na areia não é pra mim.

O que faz bem pra minha alma é a a calmaria, aqueles momentos desconectadas do mundo. Nesse finalzinho de ano fomos passar uns dias com meus tios, numa cidade meeeeega do interior (Joia- RS – um pouco mais de 400 km de onde eu moro) e onde, graças a Deus, só pega celular em alguns locais estratégicos, ou seja, já guardo meu celular e só pego na volta. Pq não sei vc, mas é incrível como no geral a gente nem percebe e já está com o celular na mão, então de vez em qdo faz mto bem uns dias de conexão ~de verdade~com as pessoas e com a gente mesmo.

E esse post é pra quê mesmo? Só pra mostrar um pouquinho da naturalidade da vida ❤ 😀

Acontece que sou uma pessoa de certa forma ligada na alimentação, me preocupo com os rótulos dos produtos e dentro da minha realidade, procuro me alimentar da melhor forma possível, dando espaço pro natural e para as comidinhas feitas em casa. E qual lugar no mundo pode ter mais coisinhas natural que o interior?

Começa que as pessoas tem hortas 🙂

Obviamente nem teria espaço para colocar fotografia de tudo que podemos encontrar lá, mas olha só:

Cebola e alho sem agrotóxicos, plantados, colhidos e conservados da forma mais natural possível ❤ – pq não sei se vc sabe, mas na produção em larga escala, eles usam secantes para não brotar e vários agrotóxicos ~e a gente consome por tabela 😦

Mas a coisa mais linda desse mundo são os fornos de barro, que sim, ainda são utilizados para assar pães, cucas e tal:

6

E para amor dessa pessoa aqui, os pães e cucas gigantes, sem fermento biológico/químico:

A fermentação natural é feita de duas formas: ou com batatinha ou uma mistura de farinha/açúcar/sal que fica num vidro e vai multiplicando (me disseram que qto mais tempo tu tens a mistura e mais usar, mais ela vai ficando potente) e cresce isso aí tudo! Claro, em nossa realidade é um pouco complicado, pois sendo natural, carece de mto tempo de preparo (tipo um dia hehe) e um bom cilindro pra deixar a massa lisinha assim e produzir deliciosos e gigantes pães e cucas.

Meus tios lidam com leite, então tem muitas vacas (aqui só algumas que estavam mais próximas). A estrutura em si é mto legal e eles são modelos de produção, mas seria mto longo mostrar e contar todo processo :p

11

E essa pessoa cachorreira (hehe) não podia deixar de fazer uma nova amiga 😀

8

A Piti (fofinha) que virou minha companheira nos dias que estávamos lá (e parece mto com a minha bichinha rsrs).

Foi ótimo, estou de boas e recarregada para iniciar o ano! E já com saudade de olhar pra isso, e de praticar minha ioguinha nesse tapete verde ❤

5

 

Anúncios

Um comentário em “Fugindo da muvuca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s